segunda-feira, outubro 1

Mau sinal!



Tenho a cabeça em água!

Cheguei ao infantário do meu filho às 08:25h, já no trajeto de casa-infantário ele dizia que queria ir para casa da avó, que não queria ir para a escola. Chegados ao infantário a coisa piorou, chorava copiosamente e entre soluços dizia "QUERO A AVÓ!". Depois foram 30 minutos de luta, eu a tentar convencê-lo a ficar, ele a insistir em ir, até que acabei por pedir à Educadora que lhe pegasse e o levasse pois já nada valia, e decididamente não o ia levar a casa da avó. Com muito custo, entre pontapés e empurrões lá foi ao colo da educadora. Ainda fiquei à coca uns 5 minutos a vê-lo sentado no colo dela a chorar. 
E nisto o meu coração apertado e ao mesmo tempo a querer sair do peito. 

Cheguei há instantes ao trabalho e liguei para saber como estava pois se se mantivesse talvez cedesse e pedisse à minha sogra para o ir buscar. Resposta do infantário "Já está bem, há instantes estava a brincar com um carrinho no tapete e agora está a brincar com um colega, está bem disposto e sorridente". 

Passado o drama, fico com o coração mais descansado, a cabeça ocupada a pensar em estratégias para que não se repita, e uma dor de cabeça daqui até Setúbal! 

Ser mãe às vezes é tramado! 

2 comentários:

Miúda disse...

Eu era assim. Preferia mil vezes estar com a Avó do que na escola, mas com o tempo passou-me. Boa sorte!

Anokas disse...

Há certas crianças que reagem mal ao inicio escolar, mas eu sou de opinião que não deves mudar a atitude e levar-lo a casa da avó.
Podes tentar negociar que a avó o vá buscar depois de almoço , ou então um dia vais almoçar a casa da avó, tipo recompensas mas nunca deixar de lá estar algum periodo do dia

Força