terça-feira, outubro 2

É complicado!



Estou a escrever este post a faltarem 10 minutos para as onze da noite. 

Estou arrasada. 

O meu filho repetiu-me esta manhã a cena de ontem no infantário, já começo a ficar um bocadinho ansiosa com isso. Hoje ao dar-lhe banho apercebi-me que tinha uma marca no ombro, de sangue pisado, com a impressão do algodão da camisola, nada muito grave porém, anormal. Perguntei-lhe se tinha caído, se alguém o tinha magoado, nada, não respondeu - tem 3 anos. 
Não me quero alarmar, e parece-me que não tenho motivos para o fazer, sei que algumas crianças no início do ano letivo fazem birra. Por outro lado, o meu filho não é de fazer birra e, normalmente, ia para a escolinha satisfeito. 
Trabalho diariamente com situações de maus tratos, no âmbito da promoção e proteção, e não quero fazer filmes, mas confesso que este comportamento dele me anda a afetar mais do que seria normal. Resta-me manter-me vigilante.

Alimentação - tem decorrido tudo dentro do que planeei. Estou a optar por ingerir os hidratos mais rápidos ao pequeno-almoço - PÃO!, e à noite jantar apenas sopa. Ontem acabei por comer mais hidratos pois fiquei retida no trabalho com uma situação urgente até às 20:00h, num atendimento que durou 4 horas, pelo entre o almoço e o jantar - que acabou por ser meio hambúrguer H3, comi umas 6 bolachas Maria. 

Peso - Esta manhã apresentava 73Kg. Está a baixar. Devagarinho, mas está a baixar! 

Stresses, angústias e outras preocupações... Muitas! Muito trabalho a acumular no serviço, porque não há capacidade de resposta possível; o aniversário do marido na próxima sexta - decidi organizar um jantar cá em casa para amigos - 13 pessoas no total, e ainda não tenho nada orientado, menú, compras, nada!; o meu tio materno e padrinho de baptismo, com um problema oncológico grave e com prognóstico muito reservado; falta de paciência para o marido e queixas dele por isso mesmo... 

Apesar de tudo não consigo deixar de me sentir privilegiada, sem saber no entanto exatamente porquê. Quero seguir em frente, sinto-me forte, mas não consigo deixar de sentir a presença desse sombra negra do meu eu "suicida de concretizações pessoais"!

Cansaço, o que há em mim é sobretudo cansaço!

Durmam bem! 

Beijos

P.S.: Não se esqueçam do Sorteio!

3 comentários:

Child of The 90's disse...

Ui que isto quando se começa a citar Pessoa, não está nada bem :)
Espero que rapidamente cada uma das situações comece a ficar um bocadinho mais leve e que no fim esse stress seja o mais injustificado possível...
Força! Bjs

Sweet68 disse...

Quanto ao filhote, o melhor mesmo é falares com a educadora dele. A minha filha sempre detestou que eu a deixasse no infantário, todos os dias chorava, mas era só aquele momento da separação. Fala com a educadora ou com a coordenadora que ficas mais descansada.
Quanto ao resto, olha, melhores dias virão, pensa assim. Beijo

C. disse...

Deve ser horrível não saberes porque é que ele chora :(( mas tem calma, continua a dar-lhe muitos miminhos e atenção vai passar de certeza. Muita força para enfrentares tudo isso. E aproveita na sexta para relaxar e beber um copo;) mereces