domingo, abril 24

Voracidade Alimentar, o que é?!

De um modo geral, o doente sente-se fora de controlo, mas tem consciência que os seus hábitos alimentares não são normais. Tal como na Bulimia Nervosa, tem maior facilidade em reconhecer o seu problema do que os doentes de Anorexia Nervosa.
As Crises de Voracidade Alimentar ainda não são levadas suficientemente a sério. Os doentes acabam muitas vezes por ser direccionados para clínicas de emagrecimento e centros de beleza, em vez de receber tratamento para as causas psicológicas.
Tal como a Anorexia e a Bulímia Nervosas, as Crises de Voracidade Alimentar são um problema grave.

Quando não sujeitas a acompanhamento médico, nutricional e psicológico, podem trazer nefastas consequências para a saúde.
Um doente com Crises de Voracidade Alimentar ou Binge Eating, e assim como acontece no tratamento de todas doenças do comportamento alimentar, terá que dar o primeiro passo para a cura: assumir a sua doença e procurar ajuda.

O problema é demasiado grave para ser mantido em segredo e necessita de ajuda especializada.

As pessoas que sofrem de Crises de Voracidade Alimentar têm grandes dificuldades em seguir os tratamentos e consequentemente em perder peso, até porque têm maior facilidade em ganhá-lo.

Numa fase inicial, o tratamento passa por procurar entender as razões psicológicas que estão por detrás deste comportamento alimentar, só depois é que se passa à fase da dieta, e consequente perda de peso.

Um tratamento adequado para Crises de Voracidade Alimentar deverá incluir:
Terapia Individual
Terapia Familiar
Terapia de Grupo
Aconselhamento Nutricional
Alimentação

Fonte: http://www.comportamentoalimentar.pt/

3 comentários:

Kari disse...

Oi...
Minha primeira vez no seu blog.

Que vitória linda....Estou lutando pra isso tb.

Bjs

Joana disse...

Eu própria estudei o binge eating e sofro disso, o que me ajudou a procurar as razões e, apesar de já estar em "dieta", ainda tenho muitas recaídas. Informação muito interessante, obrigada *

Ana M disse...

O meu professor de psiquiatria já me deu uma aula sobre compulsões alimentares, e foi espantoso ver alguém a descrever tão bem o que se sente qdo se tem uma compulsão. E disse algo que eu não tinha noção: a maioria das pessoas tem pelo menos um destes episódios em toda a sua vida. Impressionante não é? Beijinho e obgd pela info :)