domingo, abril 24

A Páscoa está a acabar e amanhã inicia-se mais um recomeço. Digo mais um porque na verdade sinto que o meu regime de perda de peso é feito de avanços-recuos-avanços-recuos... e, como tal, os recomeços são uma constante (infelizmente).

Não me "estiquei" neste período porque na verdade a nossa Páscoa tem muito pouco de tradicional. Com a minha família toda nos Açores, e sendo o meu marido filho único, a coisa torna-se muito redutora. Os meus sogros vieram almoçar a nossa casa. A minha sogra fez uma feijoada e para sobremesa fiz uma mousse (porque é a sobremesa preferida do meu homem, felizmente é algo que não me atrai) e uma salada de frutas. Não houve amêndoas. Comprei um folar mas praticamente ninguém comeu (e eu também não o comerei).

Amanhã recomeço, coloco o contador a zeros e espero que o 25 de Abril simbolize o início de uma revolução no meu corpo. O verão aproxima-se ameaçadoramente e eu não estou, nem pouco, nem mais ou menos, preparada para pensar em biquinis.

Estou a estudar a estratégia... porque perder peso não é tão simples como ganhá-lo!

2 comentários:

Loh-la disse...

Eu tenho também andado nessa dança (mais às arrecuas que outra coisa) mas vou também (re)começar de novo a fazer tudo bem regrado... A estratégia já a sabemos toda...o problema é que é sempre tão dificil resitir. Força e boa sorte para nós!

Luisinha disse...

Boa sorte! De certeza que consegues!
Bjinho