sábado, agosto 24

Porque quero emagrecer e/ou porque é péssimo estar muito acima do peso...



- Ter vergonha de si mesmo, não só da aparência, mas do conjunto de 'coisas' que te faz gorda.

- É não sentir-se parte do seu corpo, como se fossem duas coisas distintas e distantes: EU e o MEU corpo.

- Ser vista como a gorda preguiçosa que só come.

- Não se sentir valorizado por causa da imagem.

- Não gostar de se ver ao espelho por não se reconhecer. 

- Baixa autoestima.

- Sentir-se feia e por vezes mesmo horrorosa.

- Sentir que não se tem valor.

- Ter que ouvir "conselhos", mesmo que não os tenha pedido.

- Ter que vestir o que serve e não o que se gosta.

- Ficar com as pernas "assadas" quando se usa saia.

- Sofrer preconceito profissional, emotivo ...

- Ter vergonha do marido, namorado ...

- Não ir à praia por vergonha.

- Não conseguir comprar roupas dignas. 

-  Ter vergonha de si mesma, não só da aparência, mas do conjunto de 'coisas' que te faz gorda.

- Em pleno verão sofrer com o calor por usar roupas que "tapem" as banhas.

- Estar fora dos padrões, o que torna tudo mais complicado. Tudo!

Não ter roupa para usar porque deixou de servir.

- Não ousar ser fotografada. 

- Ser "invisível" entre as amigas.

- Fazer amor com a luz apagada. 

- O cansaço, a fadiga.

- Ter receio de que o filho venha a ter vergonha da imagem da mãe.

- Falta de ar para subir uma escada ou andar na rua.

- Sentir-se um lixo após ter se empanturrado de comida.

- É terrível ver refletida a imagem de um monstro (Chocante)



Penso que não tem uma coisa pior, tem várias: 
A vontade de desaparecer, às vezes, a tristeza de olhar no espelho e não gostar do que se vê, tentar comprar umas calças e nunca encontrar porque nada serve direito, saber o tempo todo que precisa de tomar uma atitude, mas não ter força suficiente para agir. Acima de tudo é sentir que todos acham que você é fraca por não conseguir um corpo magro é cruel.

2 comentários:

Cátia disse...

Como a compreendo :(

São coisas terríveis que sentimos, e não é nada bom para nós... Mas a força vai vir...

Continue sempre. Beijos*

Cora Coral disse...

Sei exactamente como se sente! Eu também perdi a minha essência com o aumento de peso, mas resolvi optar pelos prazeres mais difíceis de obter, mas mais compensadores. Afinal, a comida é apenas prazer na hora, mais tarde, vira um enorme pesadelo!
Boa sorte!
Sei que está no caminho certo!

Um Abraço,

Cora Coral ;)